@media (min-width: 1200px)

@media (min-width: 992px) and (max-width: 1199px)

@media (min-width: 768px) and (max-width: 991px)

@media (min-width: 480px) and (max-width: 767px)

@media (min-width: 361px) and (max-width: 479px)

@media (max-width: 360px)

Curadoria
Camila Bechelany

camila bechelany

Camila Bechelany é curadora, pesquisadora e editora. Suas pesquisas se interessam pelas relações entre arte e política a partir de leituras feministas e decoloniais. Atualmente em residência curatorial no BAR Project em Barcelona ela se dedica a um projeto sobre o espaço público e a cidade em suas interseções com a arte. Ela foi curadora da residência artística Pivô Pesquisa em 2019 em São Paulo e membro do grupo de críticos do Centro Cultural São Paulo em 2018 e 2019. Ainda em 2019, como curadora convidada da Pinacoteca de São Paulo realizou a exposição Artur Lescher: Suspensão (março a junho, 2019). Foi curadora-assistente do Museu de Arte de São Paulo (MASP) entre 2016 e 2018, onde co-curou a exposição coletiva Histórias da sexualidade e as individuais de Guerrilla Girls, Wanda Pimentel, Teresinha Soares e Cândido Portinari entre outros projetos. Entre seus projetos independentes recentes estão a exposição Parques e outros pretextos de Patrícia Leite e Cristiano Rennó e as publicações Revista Pivô e Imannam. É mestre em Artes & Política Públicas pela Universidade de Nova York e em Antropologia Cultural pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS), Paris finaliza seu doutorado em História e Sociologia da arte.

Assistente de curadoria:
Khadyg Fares

Khadyg Fares
Formada em Comunicação Social pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e graduanda em História da Arte pela Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP. Integra o núcleo de curadoria da Pinacoteca de São Paulo onde atuou como assistente curatorial das exposições Fernanda Gomes, Gravura e crítica social: 1925-1956, (2020); Somos muit+s: experimentos sobre coletividade, Rosana Paulino: a costura da memória e Trabalho de artista: imagem e autoimagem (1826-1929), exibidas em 2019. Entre 2016 e 2017 trabalhou na área de pesquisa do Arquivo Histórico Wanda Svevo da fundação Bienal de São Paulo e foi coordenadora do COCAAL - Colóquio de Cinema e Arte na América Latina (2017 e 2019).